Contato para shows

 

Tel.: 43 999 128 765

grupovocalentrenos@gmail.com

Siga

  • Facebook - Grey Circle
  • Instagram - cinza Círculo
  • SoundCloud - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle

© 2017 por Grupo Vocal Entre Nós.

Please reload

Posts Recentes

Sete de azar ou sorte?

May 27, 2017

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

Sete de azar ou sorte?

27 May 2017

Não se sabe bem de onde vem a história de que todo relacionamento, seja ele entre amigos ou amantes, passa por uma fase bastante crítica quando chega ao seu sétimo ano de vida. Pois é... o Entre Nós, finalmente, chegou a este número tão cheio de misticismo e superstição. Será que iremos conseguir passar por esta fase e continuar inteiros? Quem saberia? Nós não sabemos... mas ainda assim, temos muito a comemorar!

Por isso, resolvemos dividir com vocês um pouquinho do que foram estes sete anos de aventura! E esperamos que se divirtam com nossas histórias.

 

Então... Senta que lá vem história!!!

 

A ideia de começar o grupo surgiu com a vontade de dois estudantes do Curso de Licenciatura em Música da UEL, em 2010, de iniciar um trabalho novo, voltado para a música vocal, especialmente brasileira. Esses colegas, no caso eu, Monique, e o Fernando, éramos apaixonados por um grupo do Rio de Janeiro chamado "Garganta profunda", e por isso, convidamos o professor, Jailton Santana, para direcionar nossos trabalhos, buscando seguir a linha que o grupo carioca apresentava.

Felizmente, o Jailton aceitou nosso convite! Chamamos, então, alguns colegas que também tinham afinidade com a proposta e começamos os ensaios. Após termos trabalhado três peças, resolvemos fazer nossa primeira apresentação, que aconteceu no dia 14 de maio de 2010. Aí está o porque de comemorarmos nossos aniversários neste mês. Enfim, mas para esta apresentação precisávamos de um nome, e por uma brincadeira de sorte, ou azar, acabamos sorteando o nome ABBA. Isso mesmo, pasmem ou não, este foi o primeiro nome do grupo (que felizmente durou só até a segunda apresentação... rs).

 

Até aqui tudo ok, mas aí começaram as dificuldades. O nosso primeiro barítono, Thiago "Cachê" precisou sair do grupo, assim como os tenores "Caê" e Lindberg... logo, precisávamos achar novos integrantes, o que não foi uma tarefa fácil, até... que tivemos a ideia de inscrever o trabalho num projeto de extensão do curso chamado Oca, e que tinha como característica a performance. Assim, por dois anos, o grupo foi se alimentando de alunos que precisavam cumprir horas das chamadas AAC (atividades acadêmicas curriculares), além de também poder contar com convidados da comunidade, uma vez que o projeto era aberto para o público de fora da instituição.

Então, caminhamos em parceria com a Uel até 2012, até que, por motivos práticos, achamos melhor desvincular o grupo da universidade, para que pudéssemos dar passos mais largos. E como ficaram largos esses passos!!! 

Durante estes sete anos, muitas pessoas passaram pelo grupo. Alguns saíram, voltaram, saíram de novo, voltaram de novo... mas nunca pensamos em desistir!

 

Uma das características do Entre Nós sempre foi a proposta de estudar o repertório de música brasileira, mas nunca nos privamos de aprender outros gêneros. Sendo assim, nos aventuramos na execução da Cantata 140, de Johann Sebastian Bach, em parceria com a Sinfônica Jovem da UEL, em 2011 e em 2013, juntamente com a Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual de Londrina apresentamos a Missa Brevis KV 49 - Sol Maior - de Mozart, dentro da série de concertos "O som que toca a alma".

Foi um grande desafio!

 

 

Outra aventura, aconteceu em 2012, quando fomos aprovados no projeto Sesc Som Nosso e pudemos apresentar nosso repertório integralmente por duas noites seguidas. Foi uma experiência diferente para o grupo, que estava habituado a só fazer participações mínimas em aberturas de eventos. 

Depois de 4 anos, seguindo na mesma linha, o grupo percebeu a necessidade de avançar um pouco mais, e então convidamos o diretor Silvio Ribeiro, um grande profissional da cidade, para dirigir o Entre Nós, com a proposta de incrementarmos nosso trabalho com elementos cênicos. Assim, surgiu nosso primeiro espetáculo cênico-musical, o "Conversa de botequim", que teve sua estreia em novembro de 2014, e até hoje encanta o público com seu caráter divertido e dinâmico. Seria justo dizer que este foi o passo mais largo que o grupo deu em 4 anos, e hoje sabemos que ele foi decisivo para os caminhos que ainda iremos trilhar.

São tantas aventuras em sete anos de vida!

Depois do "Conversa de botequim", já apresentamos outros três espetáculos: "In Concert", "O Grande Circo Místico" e o mais atual "Censurar ninguém se atreve". Cada um desses trabalhos possui características muito distintas e exigiram aspectos diferentes de cada integrante do grupo.

Eu, que faço parte da primeira geração do Entre Nós, e que carinhosamente fui intitulada "chefe" do grupo pelo "Cachê" poderia fazer um saldo muito positivo destes sete anos. O meu crescimento como pessoa e artista são incalculáveis. Foram tantas experiências desafiadoras que precisaria de muitas outras palavras para descrever! Mas uma coisa é fato pra mim: são sete anos sim, e de muita sorte!

 

 

 

 

 

Compartilhar no Facebook
Please reload

Siga

Please reload

Procurar por tags

Please reload

Arquivo

  • Facebook Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • SoundCloud Social Icon